Thomas e sua inesperada vida após a morte, de Emma Trevayne | Editora Seguinte

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Emma Trevayne é o tipo de autora cujas histórias você não imaginaria se apaixonar. Afinal, mundos e mistérios encantados talvez estejam mais ao alcance de leitores de bibliotecas nerd-geek, e não de nós-mortais chegados aos contos e prosas e poesias. No entanto, quando nos permitimos conhecer histórias totalmente inesperadas, é bem possível que daí surjam grandes leituras! E com os livros de Emma Trevayne não poderia ser diferente :)

Nesta postagem, nosso colunista Jonatas T. B. compartilha suas impressões a respeito do pequeno Thomas e suas aventuras. Confira!

Sinopse: Thomas tem apenas doze anos, mas vai viver aventuras de outro mundo! Roubar túmulos é um negócio arriscado. É, na verdade, um péssimo negócio. Para Thomas Marsden, a partir de uma noite de primavera em Londres (véspera do seu aniversário de doze anos), esse passa a ser um negócio também assustador. Isso porque, deitado em uma cova recente, ele encontra um corpo idêntico ao seu. Esse é apenas o primeiro sinal de que alguma coisa esquisita está acontecendo. Desesperado para conhecer a sua verdadeira história e descobrir de onde vem, Thomas será apresentado à magia e ao ritual, às fadas e aos espiritualistas, e vai se dar conta de que, para ele, a morte está muito mais próxima da vida - e é bem menos assustadora - do que imaginava.

Leia também a resenha de Voos e Sinos e Misteriosos Destinos



O que aconteceu com Thomas Marsden?


I

E se por terrível obra do acaso você vivesse nas regiões mais miseráveis de Londres no período da Revolução Industrial? Então, para sobreviver, tivesse que sair de casa à noite, num frio capaz de congelar o solo, a fim de desenterrar cadáveres no cemitério a e furtar seus bens? Imagine: numa dessas noites, não uma fria, mas uma noite de primavera, quando está prestes a completar doze anos, de repente, após se esforçar e se sujar todo de terra misturada com suor, você encontra um corpo com a mesma aparência que a sua. Igualzinho, como se olhasse no espelho. A cor dos olhos, os lábios. Até a marca de nascença. E mão fria do morto está segurando uma folha. Você desdobra. Lê. É uma mensagem pessoal, junto com dois convites para uma sessão de invocação de espíritos.

Este é o início do fim da dura vida de Thom Marsden, o menino que protagoniza o novo livro de nossa já conhecida Emma Trevayne: “Thomas e sua inesperada vida após a morte” (também publicado pela editora Seguinte). Nesta fabulosa aventura, em meio a percalços terríveis, toda perspectiva de mundo do pequeno Thom se modifica após encontrar o cadáver gêmeo. As pistas irão revelar-lhe os segredos de sua estranha origem, dando início a uma jornada, acompanhado dos pais e de amigos verdadeiros, em direção a perigos piores que a própria morte.

“Como se escutasse Lucy contando-lhe uma história antes de dormir, Thomas ouviu enquanto Cravo-de-Defunto falava de como surgiu o reino das fadas. Sua voz estava enfraquecendo, e ele fazia uma careta cada vez que se mexia, mas não parou. No passado, o reino das fadas e o reino humano tinham sido um só, colocados um em cima do outro, no mesmo lugar, da forma como Thomas tinha pensado sobre Londres no dia anterior”.


II


Há pouco escrevi uma resenha para o blog Nerd-geek feelings e fiquei com a sensação de ter muito a falar sobre a história. Em especial, porque vi nela reflexos do livro anterior de Trevayne: “Voos e sinos e misteriosos destinos”. Algumas perguntas se aninharam no fundo da minha cabeça...

As fadas e outras criaturas mágicas, de onde vêm exatamente? Aliás, eram os mesmos tipos de fadas, já que na história de Jack elas não pareciam temer o ferro, enquanto na de Thom, não podiam nem mesmo ouvir sinos. Ou será que elas eram vulneráveis apenas ao ferro do nosso mundo? Os portais interdimensionais são criados pela mesma espécie de mágica? Quantos mundos existiriam? Será que a alma com que as máquinas são preenchidas para se moverem sozinhas seriam as mesmas almas dos mortos no nosso mundo?  E, por acaso, haveria a possibilidade de Thomas e Jack Foster terem se esbarrado em algum beco londrino?

São algumas questões a respeito de um mundo mágico, obscuro e intrigante que, se Emma Trevayne pudesse nos responder através de novas aventuras, me fizeram bastante feliz. Então, deixo aqui, Srtª. Trevay, meus agradecimentos com sabor de dúvida, que só entenderá quem ler toda a história: o que acontece depois do final?




Um comentário on "Thomas e sua inesperada vida após a morte, de Emma Trevayne | Editora Seguinte"
  1. Oi, pessoas!
    Quando recebi a news da Companhia das Letras e vi essa história sequer sabia do que se tratava e acabei deixando passar porque fiquei empolgado com outro livro. Mas adorei o que li aqui, agora estou querendo! <3

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Auto Post Signature