quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

A Biblioteca Invisível - Genevieve Cogman | Editora Morro Branco


"Irene fechou o livro com relutância; (...) afinal, não havia nada de errado em ter curiosidade sobre como a história se desenrolaria. Ela era uma Bibliotecária. Era parte do serviço. (...) Só queria, como sempre quisera, um bom livro pra ler. Ser caçada por cães infernais e explodir coisas eram partes comparativamente sem importância do seu trabalho. Obter os livros, ah, isso sim era o que realmente a interessava.

O objetivo da Biblioteca era esse: (...) não se tratava de uma missão maior de salvar mundos, mas de encontrar obras únicas de ficção e guardá-las em um lugar fora do tempo e do espaço. Algumas pessoas talvez achassem que era um jeito bobo de passar a eternidade, mas Irene estava feliz com sua escolha. Qualquer um que realmente amasse boas histórias compreenderia." (p. 23)
 
No interior da Biblioteca, homens e não-humanos habitam em histórias e encantamentos. Neste mundo de inventários, prateleiras e arquivos, a Sabedoria é como uma espécie de selo, impressa na memória e na pele de seus Bibliotecários, cuja função é a de honrar seus segredos e códigos e Linguagem, inclusive com suas próprias vidas.

Irene é a protagonista desta aventura. Em um dia nada qualquer (afinal, Bibliotecários estão cercados por todo o conhecimento de todos os mundos - alguns, inclusive, os têm em suas próprias mãos), a saga de Irene tem início com a seguinte missão: embarcar em um Alternativo (como são chamadas as realidades afins) com o objetivo de adquirir um importantíssimo exemplar para a Biblioteca. Afinal, atravessar mundos e deles obter suas melhores histórias (e claro, e preservá-las) é a missão de todo Bibliotecário, e o destino de Irene não poderia ser diferente.

A luta pelo Conhecimento é uma analogia presente em todas as realidades, inclusive na de nossa protagonista, cujas expedições demandam uma compreensão maior do Tempo e do Sacrifício, especialmente quando sujar as mãos de caos e sangue (e literalmente resistir aos ataques de quem pretende usurpar este Bem) é pré-requisito para conquistar seus objetivos.



A aventura de Irene se passa então em um tempo-espaço de cores nubladas e engrenagens futurísticas (uma atmosfera steampunk, por assim dizer), onde importa conhecer seus aliados e entender o disfarce de seus inimigos. Não é fácil não deixar-se seduzir por atos de coragem ou olhos que esbanjam confiança; Irene, no entanto, mantém-se forte diante das armadilhas que surgem em seu caminho - afinal, a conquista de um livro será sempre o seu destino, ainda que um sotaque ao mesmo tempo familiar e sedutor insista em influenciar os seus dias, e quem sabe modificá-los.

A Biblioteca Invisível não se perde em romances, e tampouco em plágios de Hogwarts (ainda que o amor e a magia sejam quase sinônimos nesta aventura); o ritmo dos acontecimentos é dinâmico, os diálogos são mimuciosos (afinal, há toda uma rotina de mistério em toda a trama, o que faz com que cada detalhe e percepção seja crucial para os desafios de cada personagem) e, para o leitor, fica a reflexão a respeito de nossa própria Missão, e também sobre as escolhas que realmente importam em nossas vidas.

Se você é apaixonado por Harry Potter e histórias onde a magia e o encantamento constituem a essência de seus personagens, certamente você se identificará com a escrita de Genevieve Cogman em A Biblioteca Invisível. Parabéns Editora Morro Branco pelo lançamento! Mais um livro incrível que adoramos ter conhecido :)

A Biblioteca Invisível

Sinopse: Irene é uma espiã profissional da misteriosa Biblioteca, uma organização que existe fora do tempo e espaço e que coleciona livros e manuscritos de diferentes realidades. Junto com seu enigmático assistente Kai, ela é enviada para uma Londres alternativa com a missão de recuperar um perigoso livro. Mas quando chegam, ele já foi roubado.

As principais facções do submundo londrino estão prontas para lutar até a morte para achá-lo, e a missão de Irene é dificultada pelo fato de que o mundo está infestado pelo Caos - as leis da natureza foram distorcidas para permitir a existência de criaturas sobrenaturais e mágicas imprevisíveis.

Enquanto seu novo assistente guarda seus próprios segredos, Irene logo se vê envolvida em uma aventura repleta de ladrões, assassinos e sociedades secretas, onde a própria realidade está em perigo e falhar não é uma opção.

Sobre a Autora: Genevieve Cogman começou logo cedo a se aventurar pelos universos de Tolkien e Sherlock Holmes e nunca mais parou. Antes de A Biblioteca Invisível, seu romance de estreia, fez mestrado em Estatística Aplicada à Medicina e usou isso em uma variedade de empregos: codificadora clínica, analista de dados e especialista em classificação. Além disso, trabalhou como escritora freelance de RPG. Genevieve Cogman atualmente mora no norte da Inglaterra.
 

Be First to Post Comment !
Postar um comentário