segunda-feira, 21 de agosto de 2017

[Novos Autores] Carlos Cardoso | Ateliê Editorial


Exílio

Espero do exílio em que me ponho
acovardado

absorver a essência do que me foi
dito,
e a existência, do que me foi
silenciado.

Recebemos dos parceiros do Ateliê Editorial  a divulgação mais um lançamento de Poesia e já corremos para compartilhar com vocês! Com previsão de lançamento para o segundo semestre, o poeta Carlos Cardoso retorna às livrarias com "Na Pureza do Sacrilégio", idealizado após um reencontro com seus manuscritos e com a própria condição de poeta.

Em 2004, Carlos Cardoso reuniu alguns de seus poemas no volume Sol Descalço, lançado pela 7Letras. No ano seguinte chegava às prateleiras Dedos Finos e Mãos Transparentes, pela mesma editora. 

Apesar do começo promissor, Cardoso precisou concentrar-se na carreira de engenheiro, mas a poesia nunca o abandonou. Sobre este retorno, conclui o autor: “A poesia melhora minha vida de várias maneiras. Tenho uma sensação prazerosa em escrever. E gosto de ver os poemas terem vida própria, causarem sentimentos e entendimentos diferentes em cada pessoa que entra em contato com eles”.

Em Sol Descalço, o poeta dedicou-se a uma abundância de imagens poéticas; em Dedos Finos e Mãos Transparentes, Cardoso revelou um mundo de simplicidade. Já em Na Pureza do Sacrilégio, o livro será pautado por questões filosóficas e existenciais, além da criação de textos que mesclam o real com o inventivo.

Parabéns Ateliê Editorial por promover mais este lançamento! Já estamos curiosos pra conhecer este novo trabalho!

Sugestão

Encontre a paz e seja feliz.
Desista de tudo o que te agride.
A solidão a insensatez a covardia.
Deixe apenas uma palavra,
tão pura e serena
que ninguém a diria.


Sobre o autor: Carioca, nascido em 30/12/1973, tem como influências literárias T.S Eliot, Arthur Rimbaud, Charles Baudelaire, Fernando Pessoa, Octavio Paz, Dylan Thomas e Camões.

“...quando nós, leitores, pensávamos ter capturado e enquadrado a originalidade poética de Carlos Cardoso, surge um novo livro do autor Dedos finos e mãos transparentes, no qual a fúria motriz das imagens alucinadas se atenua e dá lugar a um mundo de sutilezas e sensações as mais cotidianas que, sem jamais perder a visceralidade e o gosto pela surpresa, nos tocam por sua simplicidade”, escreveu sobre ele Carlito Azevedo.

Site: www.carloscardoso.art.br
Facebook: https://www.facebook.com/carloscardoso.art


A memória é uma porta de escape,

fenda por onde o amor foge quando
o amor bate.
Be First to Post Comment !
Postar um comentário