sexta-feira, 1 de setembro de 2017

[Novos Autores] A Lenda de Elvengray - Simone S. Miranda | Editora Fragmentos | Texto por Luana Souza


Quando a Rebeca me mandou uma mensagem dizendo que me enviaria uma fantasia (e que fantasia!), eu fiquei super feliz, pois eu realmente estava precisando de uma fantasia que zerasse minha mente e me fizesse viajar para além da imaginação. E foi justamente o que A Lenda de Elvengray - Um novo início fez.


Minhas outras resenhas por aqui: Sussurros do País das Maravilhas | Fogo Contra Fogo | Sociedade J.M Barrie | A Inesperada Herança do Inspetor Chopra


Sinopse: Cheio de histórias de lutas pelo poder, dimensões paralelas, deuses e seres fantásticos, o planeta Elvengray enfrenta uma nova Era, onde um dos mais poderosos Guardiões Ancestrais, Luther, absorve suas energias mágicas e proclama-se Imperador, impondo sua tirania.

Com o último suspiro do líder do Conselho dos Seis, assassinado por Luther, uma Profecia é feita, prometendo ao seu povo que, um dia, um grupo extraordinário renasceria, jovens reencarnados com a alma da deusa, com a única missão de libertá-los deste terrível vilão.

Acompanhe Mynna, Baeriel, T'Lorien, Cordellia, Ellos, Gustaff e Zelwski, os Novos Guardiões, em uma jornada épica pelos cinco Reinos, cheia de perigos e reviravoltas, em busca de aliados para a batalha final contra o Imperador, na tentativa de trazer novamente a paz ao planeta.


Logo no início já é deixado claro que Elvengray é um lugar bem parecido com a Terra, e até mesmo a criação de tudo lembra o que está escrito na bíblia. A única diferença é a existência da magia que se origina de dois deuses: Lecys (Deusa da Luz) e Vallion (Deus das Trevas).

Assim que iniciei a leitura eu fui bombardeada com uma enxurrada de informações sobre uma guerra entre os seguidores dos deuses... e, como a história precisava acontecer, Lutther, que era um dos Guardiões da Deusa, mas que se corrompeu e passou a usar magia do Deus das Trevas, se tornou imperador.

Depois de vários anos com Luther no poder, a Profecia se cumpre e os novos Guardiões surgem e se unem pra derrotar o imperador. Sete personagens diferentes, com histórias, personalidades e poderes diferentes, mas que tem um único propósito.


Por ser uma fantasia, tem muitas coisas inimagináveis, tanto que eu até achava exageradas algumas cenas. Mas, como eu e já estou bem anestesiada com histórias fantásticas, afinal minha história favorita é Alice no País das Maravilhas, não liguei muito, diferente de alguém que não está habituado a isso e que pode acabar achando tudo meio sensacionalista.

A narrativa é bem instigante e nos deixa curiosos para saber como tudo vai terminar, embora tenha chegado em determinados capítulos que tudo tenha ficado muito repetitivo. Além disso, tenho outras suas ressalvas sobre o livro: 1) uma garota chamada Carmin tem a missão de guiar os Guardiões até a batalha, e eu achei ela muito chata em alguns momentos... na verdade, achei ela desnecessária, pois não dava liberdade para os Guardiões decidirem por si mesmos; 2) com certeza, as ~ pérolas ~ do livro ficam por conta dos casais totalmente avulsos que a autora incluiu. Casais que se apaixonam muito rápido e que são bobos demais!


De toda forma, esses detalhes ali em cima não estragaram a leitura. A Simone (que é uma autora nacional, yay) escreve muito bem, e deve ter uma imaginação brilhante para criar um universo desses que, mesmo bem semelhante ao nosso, tem elementos mágicos. (Confesso que tive um pouco de dificuldade em imaginar um mundo mágico misturado com a atualidade, mas, enfim...) É um mundo extraordinário, e eu gostaria muito mesmo de viver em Elvengray! Dei quatro estrelinhas para ele lá no Goodreads e estou ansiosa pelos próximos livros :)


A Editora Fragmentos é uma editora nova no mercado editorial, e, embora eu não conheça outras obras publicadas por ela, posso dizer que gostei muito da história quanto da edição do exemplar que tenho em mãos. As folhas de guarda tem ilustrações que remete, a uma galaxia, além de vários mapas nas primeiras páginas. A capa também é muito bonita e remete às magias dos dois deuses. As folhas são amareladas e porosas, e o espaçamento é ótimo <3


(sempre preciso de algo me acompanhando nas leituras, seja uma bebida ou comida)


O que acharam da resenha? Alguém aí já leu ou tinha ouvido falar? Espero poder voltar com mais resenhas por aqui e espero que mais gente leia essa fantasia incrível!

xoxo, Luana Souza {Blog Memorialices}
Be First to Post Comment !
Postar um comentário