domingo, 15 de outubro de 2017

Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca - Ique Carvalho | Editora Sextante | Por Regiane Medeiros


“Então, acredite: o amor,
o amor completo,
é quando você quer o outro sempre perto.
Só isso” 
(pág. 18)

Há muitas formas de se contar uma história e o formato de como isso ocorre depende muito de como o autor prefere ou consegue se expressar. As melhores histórias são sempre aquelas que nos fazem sentir o que está sendo descrito, são aquelas que conseguem nos transportar para a vida de outra pessoa, seja ela fictícia ou não, e isso é privilégio para poucos. 

Não são muitos os autores que eu já li e que me passaram a impressão de que escrevem com o coração na ponta dos dedos. Ique Carvalho é um desses raros e me sinto realmente abençoada por conhecer o seu trabalho. Em Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca, publicado pela Editora Sextante, Ique mais uma vez conseguiu me arrebatar durante a leitura, me fazendo sentir cada linha escrita, como se fosse comigo o que estava se passando.

Contar uma história através de crônicas requer uma certa capacidade de se desprender dos próprios sentimentos para expô-los e aqui, Ique faz isso com maestria e simplicidade. Através de suas palavras, conhecemos a sua luta e a de seu pai, vítima de uma doença neurodegenerativa sem cura, fato que junto a um término de namoro doloroso desestruturou a vida de Ique.

Muita coisa muda na nossa vida quando sabemos que corremos contra o tempo e Ique percebeu isso, a ponto de se dedicar com amor e carinho ao pai enquanto viam sua capacidade motora se esvair aos poucos. Paralelamente ao que se passava em seu lar, Ique seguiu com sua vida amorosa até encontrar a sua atual namorada, uma mulher que entende o que está passando e o apóia incondicionalmente, algo que ele parece nunca ter encontrado antes.

Suas crônicas são viscerais, trazendo à tona nossos maiores medos, angústias, mas também a esperança de que algo melhor sempre vem, ainda que sejamos atingidos pela dor da perda e não saibamos como reagir a ela.


“Você quer passar a vida inteira procurando alguém perfeito
ou alguém que te ame por inteiro?” – pág. 51. 

“Você é feito da soma dos momentos inesquecíveis que viveu e das pessoas que conheceu” – pág. 62.

“Ser mulher neste mundo deve ser foda.
E o mais incrível de toda essa história
é que, no final, você ainda continua cheirosa, linda e corajosa.
E pronta para sorrir novamente e viver.
Porque essa é a beleza do amor que ninguém pode tirar de você” – pág. 87.


“O que realmente muda a sua vida
são as escolhas
que você faz todos os dias” – pág. 120.

“No amor e na vida, quem quer vai atrás e conquista.
Para sempre
ou mais um dia” – pág. 136.

“Por mais que eu sinta falta, sei que ele nunca mais vai voltar.
Durante anos, pensei que não poderia viver com essa ideia.
Mas hoje eu posso sentir que ele pode viver com as estrelas, e eu aqui.
Porque uma parte do nosso amor está com ele, mas a outra ficou em mim” – pág. 215.

Repleto de sensibilidade e doçura, Ique aborda temas como perdas, términos, recomeços, dores, amores e desamores, amor-próprio e ao próximo de uma forma delicada, nos emocionando a cada página virada e deixando ao final da leitura a certeza de que amar vale a pena, sempre.

A edição está linda, com a capa texturizada e trechos do livro em destaque entre um texto e outro, além de uma trilha sonora incrível que nos deixa completamente envolvidos enquanto lemos e ouvimos – ele já abre o livro com a minha música favorita de todos os tempos, da minha banda favorita do mundo todo. Tem como não amar? Não tem.

Apenas pisco três vezes.



Sinopse: A vida de Ique Carvalho era tranquila e parecida com a de muitos jovens de Belo Horizonte, sua cidade natal. Ele morava com os pais e os irmãos, era apaixonado pela namorada e trabalhava na agência de publicidade da qual era sócio. Suas impressões sobre o cotidiano iam para o blog The Love Code, onde podia dar vazão ao seu talento para escrever. Até que, em 2013, dois fatos fizeram tudo virar de ponta-cabeça.

Na mesma semana, seu namoro teve um fim traumático e o pai recebeu o diagnóstico de uma doença degenerativa grave, que o mataria aos poucos. Sem chão e em meio a um turbilhão, foi no blog que encontrou refúgio para expressar seus sentimentos.

Os textos fortes e genuínos acabaram viralizando, popularizando o site e dando a Ique milhares de fãs e seguidores. Suas palavras possuem o incrível dom de ser, ao mesmo tempo, simples e profundamente verdadeiras, traduzindo o que há de mais puro e desejável no amor.

Essa mesma capacidade de causar impacto e despertar as emoções dos leitores permeia as reflexões tocantes de Trago seu amor de volta, seu aguardado segundo livro solo. Ique mais uma vez demonstra sua vocação única como cronista do amor em todas as suas expressões.

Be First to Post Comment !
Postar um comentário