quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Nora Roberts - Irmãos de Sangue | Editora Arqueiro | Resenha por Regiane Medeiros


Editora Arqueiro | Resenha por Regiane Medeiros

"Do seu modo ordeiro, Cal organizou o acampamento. Comida em uma área, roupas em outra, ferramentas em uma terceira. Com a faca de escoteiro e a bússola em seu bolso, foi apanhar alguns gravetos. Os arbustos espinhosos o espetavam e arranhavam à medida que andava. Com os braços cheios, não viu quando algumas gotas de seu sangue pingaram no chão na beira do círculo... Ou o modo como o sangue chiou, fumegou e depois foi sugado por aquela terra marcada." (p. 28)

"- Nós nascemos dez anos atrás, na mesma noite, na mesma hora, no mesmo ano. Somos irmãos. Na Pedra Pagã juramos lealdade, verdade e fraternidade. Misturamos aqui nosso sangue." (p. 33)

#Resenha: Vocês já demoraram a ler um determinado autor e quando finalmente lê algo dele, se arrepende de não ter feito isso antes? Eu sim, para minha eterna agonia e vergonha.

Eu sempre ouvi falar da Nora Roberts e sempre tive curiosidade, mas por motivos além da minha compreensão, ainda não o tinha feito! Mas, fico feliz em anunciar que já remediei esse lapso!

Minha última leitura foi Irmãos de Sangue, primeiro livro de uma trilogia que tem como principal cenário uma cidade pequena do interior dos EUA. Nessa cidade existe uma floresta, daquelas sombrias e repletas de lendas de assombração, mas que de fato esconde algo maligno. Isso até Cal, Fox e Gage libertarem esse mal. Não é culpa deles, afinal, eram apenas garotos querendo comemorar o aniversário de 10 anos juntos em uma aventura, porém, acabam despertando uma maldição que vai assombrá-los e assolar a cidade onde moram, a cada 7 anos, durante 7 dias, no 7° mês do ano.

A culpa os impulsiona a buscar por uma solução, enquanto trabalham para minimizar o estrago causado, mas as coisas só começam a clarear com a chegada de uma jornalista, disposta a escrever a história da cidade e o fenômeno que a cerca durante o período dos Sete. Porém, mais do que curiosidade, Quinn tem visões, daquelas que arrepiam todos os cabelos do corpo, as mesmas visões que assombram Cal, Fox e Gage. Mas, se Quinn não é da cidade, porque vê e é afetada pelas mesmas coisas que eles? Essa resposta só vem com a leitura!!!

A escrita da Nora é deliciosa, fluida e dinâmica. Seus personagens são interessantes, singulares e nos atraem a cada página, a cada diálogo. E o suspense em torno de todos os acontecimentos que os uniram é digno dos maiores mestres do gênero! Já estou ansiosa pelas continuações, pois o final de Irmãos de Sangue, é apenas o início dessa aventura sobrenatural!

"Quando se virou, viu o garoto. Estava em pé na calçada, a meio quarteirão de distância. Não usava casaco, chapéu ou proteção contra o vento cortante, que não agitava os seus cabelos compridos. Seus olhos brilhavam, assustadoramente vermelhos, enquanto repuxava os lábios para emitir um rosnado." (p. 65)

"Quantas perdas ele vira? Quinn gostaria de saber. Quantas perdas sofrerá desde seu décimo aniversário? E ainda assim voltava para aquela floresta, para onde tudo começara. Ela achou que nunca tinha visto uma atitude mais corajosa." (p. 103)


Sinopse: A misteriosa Pedra Pagã sempre foi um local proibido na floresta Hawkins. Por isso mesmo, é o lugar ideal para três garotos de 10 anos acamparem escondidos e firmarem um pacto de irmandade. O que Caleb, Fox e Gage não imaginavam é que ganhariam poderes sobrenaturais e libertariam uma força demoníaca.

Desde então, a cada sete anos, a partir do sétimo dia do sétimo mês, acontecimentos estranhos ocorrem em Hawkins Hollow. No período de uma semana, famílias são destruídas e amigos se voltam uns contra os outros em meio a um inferno na Terra.

Vinte e um anos depois do pacto, a repórter Quinn Black chega à cidade para pesquisar sobre o estranho fenômeno e, com sua aguçada sensibilidade, logo sente o mal que vive ali. À medida que o tempo passa,

Caleb e ela veem seus destinos se unirem por um desejo incontrolável enquanto percebem a agitação das trevas crescer com o potencial de destruir a cidade.

Em Irmãos de sangue, Nora Roberts mostra uma nova faceta como escritora, dando início a uma trilogia arrebatadora em que o amor é a força necessária para vencer os sombrios obstáculos de um lugar dominado pelo mal.
Be First to Post Comment !
Postar um comentário